About Author: Maria Betânia Monteiro

Website
http://casadetamaras.com.br/
Description
Jornalista e pesquisadora em Literatura. Escreve contos e ensaios sobre Literatura.

Posts by Maria Betânia Monteiro

  • Erguia-se dos degraus transpostos. Como se do alto pudesse possuir mais que o horizonte. Desejava ser único em ponto mais elevado: valia-se da circunferência de suas búfalas narinas. Abertas as cartilagens, todo corpo – feminino – fazia-se carne. O seu: abismo de anseios.

    Deleite condensado

    Erguia-se dos degraus transpostos. Como se do alto pudesse possuir mais que o horizonte. Desejava ser único em ponto mais elevado: valia-se da circunferência de suas búfalas narinas. Abertas as cartilagens, todo corpo – feminino – fazia-se carne. O seu: abismo de anseios.

    Continue Reading...

  • Histórias acessível às crianças podem ser decodificadas por elas, são pré-textos, são linhas disformes, preenchidas por palavras indecifráveis de uma literatura inconsciente, que serão resgatadas em outro momento, quando não se acredite mais em bruxas, princesas imaculadas e fadas

    Por uma literatura (re)criativa

    Histórias acessível às crianças podem ser decodificadas por elas, são pré-textos, são linhas disformes, preenchidas por palavras indecifráveis de uma literatura inconsciente, que serão resgatadas em outro momento, quando não se acredite mais em bruxas, princesas imaculadas e fadas

    Continue Reading...

  • Parecem formigas em dia de chuva. Marcham equilibrados no rastro forjado pela modernidade. Um ter que ir e vir. Um ter que levar e trazer. Um ter. Multidão de olhares paralelos negando o cruzamento no infinito. Homens-horizonte, grudados ao chão. Então, você. Você surge na perpendicular. ...

    Carta ao poeta sem nome

    Parecem formigas em dia de chuva. Marcham equilibrados no rastro forjado pela modernidade. Um ter que ir e vir. Um ter que levar e trazer. Um ter. Multidão de olhares paralelos negando o cruzamento no infinito. Homens-horizonte, grudados ao chão. Então, você. Você surge na perpendicular. ...

    Continue Reading...

  • Des-asperada de saliva rompe os limites dos lábios, acompridando-se compassada pela vibração dos globos oculares, ali somente brancos. Deita-se a língua sobre o casaco de proibir frio, objetivando o pingo espesso abandonado pelos lábios derramados de um cochilo fundo. ...

    Para adormecer rancores

    Des-asperada de saliva rompe os limites dos lábios, acompridando-se compassada pela vibração dos globos oculares, ali somente brancos. Deita-se a língua sobre o casaco de proibir frio, objetivando o pingo espesso abandonado pelos lábios derramados de um cochilo fundo. ...

    Continue Reading...