Sobre Michael Jackson

Padrão

Um homem estranho. Cabelos negros e lisos contornando a face cor-de-giz. Nariz empinado, raro, no mínimo. Compleição franzina, magra. Braços, cintura e pernas finos. Corpo de adolescente. Um jeito acanhado e um falar inglês com “sotaque negro”. Um semblante vazio, como se o rosto fosse uma máscara para esconder a essência dessa criatura.

Tudo se dissipa quando o vemos subir ao palco, quando escutamos sua voz ao tocar um CD de sua autoria, ao assistir a um DVD gravado com um show dele. Quando canta, quando dança e quando atua, ele se torna completo no que faz, como se se tornasse música e dança em forma de homem. Um homem estranho.

Dançando Billie Jean

Continue lendo