Mitose Neural 10 – Distrito 9

Padrão

Saudações! Bem-vindos de volta a nossa espaçonave Mitose Neural! Após um longo hiato, retornamos com um novo episódio*, desta vez conversando sobre o filme Distrito 9, de Neill Blomkamp. Neste capítulo, tecemos considerações sobre como o conflito entre humanos e extraterrestres servem como analogia de conflitos raciais, situações de colonização e genocídio.

Outras opções para ouvir

OpDownOpZIPOpiT

Participantes do episódio

  • Thiago Tecelão
  • Diego Misantropo
  • Dyego Wally
  • Werner o Gnomo

Leia também

Links

Contato – Diga-nos o que achou deste episódio!


* Este episódio foi gravado em 2014, mas, por diversos motivos que não cabe discutir aqui, só viemos a publicar agora.

3 comentários sobre “Mitose Neural 10 – Distrito 9

  1. Olá pessoal eu adorei o episódio assim como todos os outros Estava na expectativa que vocês voltassem a gravar.
    Vocês dão uma nova visão sobre estas obras, e tenho muito agradecer por isso.
    Espero que ainda volta a gravar novos programas.

  2. Henrique Barreto

    Muito bom ouvir vocês de novo…Distrito 9, assim como toda boa ficção científica faz-nos refletir sobre a nossa realidade/nossa vida, mesmo a história se passando séculos no futuro ou num planeta distante. Essa é a beleza do gênero sci-fi. A gente lembra de alguns mestres escritores do século 19, que escreviam histórias fantásticas com críticas sociais em seu conteúdo. Atualmente estou assistindo aos episódios de Star Trek na Netflix, coisa que vi na década de 1990, mas só agora consigo perceber a beleza dos discursos do capitão Picard, embebidos em moralidade e ética humanista, bem como as metáforas sociais e políticas contidas nos episódios desde a série clássica. Filmes como Distrito 9 acabam se adequando ao contexto em que foram produzidos, mostrando-se como peça de luta/resistência e/ou ferramenta de discurso em prol de alguma causa, que vai além do entretenimento áudio visual. Algumas sequências são realmente poderosas, acredito que haja uma crítica muito grande quanto à coisificação de seres vivos em prol do puro lucro, retrato do mundo atual, exposta na cena do teste balístico que mata um animal não humano e depois um dos alienígenas, com o próprio autor dos disparos levando choques e sendo coagido. É o reflexo de notícias falando sobre massacre de índios por causa da pecuária, expulsão de cidadãos pobres de suas moradias por causa de especulação imobiliária etc., várias releituras podem ser feitas a partir de um único filme como Distrito 9, a figura do “outro”, a criação da imagem de um inimigo, o poder midiático nesse processo etc. Mais uma vez parabéns pela abordagem, vocês parecem as pessoas perfeitas para um ritual de ayahuasca kkkkk

Deixe uma resposta